Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

quinta-feira, 5 de maio de 2016

"Você está presente em seus relacionamentos?"

  Poder contar com a pessoa que amamos em momentos complicados é sensacional. Afinal, não há nada melhor do que ter o colo, o apoio, o incentivo e, inclusive, os puxões de orelha de quem temos tanto apreço.
  
  Lidar com situações desafiadoras, tensas e desgastantes é natural. Não se trata de pura “zica”. Todos nós passamos por fases mais sombrias como essas, e a tendência é a de sermos afetados mesmo. Nosso humor é prejudicado, assim como a nossa própria presença. É verdade! Ficamos dispersos, distantes e, até mesmo, mais frios.
  
  Por um lado, achamos que merecemos a compreensão alheia. Mas, às vezes, nem achamos nada, apenas agimos automaticamente. Nem percebemos o quanto distantes estamos. Simplesmente, deixamos levar-nos pelas tensões.
  
  O problema é que mudamos sem dar conta disso. E para onde vai a qualidade dos nossos relacionamentos em momentos delicados assim?!
  
  Contar com a ajuda, força e compreensão das pessoas que amamos é realmente uma bênção, mas não podemos abusar disso. É preciso aprender a separar aquilo que cabe a você e ao outro. Sabe aquele conselho que na hora de dormir, não se deve levar os problemas para o travesseiro?! Pois é. Com o relacionamento é a mesma coisa.
  
  Compartilhar aquilo que estamos vivendo é importante, já que também estreita os laços de um relacionamento. No entanto, a carga pesada dos nossos desafios não deve pesar na relação. Não é uma tarefa fácil, mas é crucial que seja feita.
  
  Por isso, se você está com algum problema ou tendo que lidar com algo bem desafiador, conte sim à pessoa que você tanto ama e confia. Converse, troque ideias, diga como se sente, o que tem pensado, ou seja, desabafe de coração (mas também não precisa fazer aquela cena típica de novelas mexicanas, porque haja paciência!).
  
  E com o coração mais leve, esforce-se para deixar o problema fora da relação. Afinal de contas, ninguém gosta de ser um saco de pancadas, de ficar para segundo plano ou ter que sofrer as consequências de desafios alheios, não é verdade?! Ou você gostaria?
  
  Pense em si, em seus desafios, mas sem que isso polua os seus relacionamentos. Cultive-os com atenção, dedicação, presença, carinho, qualidade e amor. Porque manter uma relação saudável e verdadeira também se trata de um desafio, um desafio constante, mas um delicioso desafio. Pense nisso...
  
  
  Um forte e fraterno abraço...


(Karen Igari)