Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

quinta-feira, 31 de março de 2016

Vídeo: "Se você não existisse, que falta faria?", por Mario Sérgio Cortella

Recentemente, assisti a esse vídeo fabuloso! Realizada por Mario Sérgio Cortella, a palestra diz muito sobre a questão de não sermos pessoas mornas, de atitudes mornas, de pensamentos mornos, de postura morna... Vale a pena pegar parte do seu precioso tempo para ver esse vídeo! Ele tem muito a dizer.

(*) O blog não possui vínculo com o canal, no qual foi postado o vídeo.

https://www.youtube.com/watch?v=3rzvOqrtWIc


terça-feira, 29 de março de 2016

Vídeo: Multipotencialidade, por Paula Abreu

Um vídeo curtinho, mas muito bacana, que retrata a questão da multipotencialidade. Sabe aquela ideia de que nascemos para fazer apenas uma coisa ou, se preferir, trabalhar com uma única coisa? Pois é... A coach Paula Abreu fala a respeito desse assunto superinteressante! Em tempos de crise, é uma ótima hora para repensar sua trajetória ou trilhar outro caminho!



quinta-feira, 24 de março de 2016

Foto-mensagem: "Ficar muito no e se só nos faz perder mais tempo"

(Freiheit)

Foto particular - KRI: foto tirada em Itu
Foto tirada em Itu, em 06/2014.


Foto-mensagem: "A única revolução possível é a do espírito"

(Osho)

Foto particular - KRI: foto tirada no Pico do Jaraguá
Foto tirada no Pico do Jaraguá, em 08/2013.


Foto-mensagem: "Ninguém é superior e ninguém é inferior"

(Osho)

Foto particular - KRI: foto tirada na Bahia
Foto tirada na Bahia, em 01/2015.


Como tomar a melhor decisão?

A mente sempre pede por segurança, ou seja, um lugar seguro, uma situação segura, pessoas que ofereçam segurança. No entanto, para garantir essa zona de conforto, a mente passa a agir como uma louca. É verdade! Cria situações com uma boa dose de terrorismo, induz às emoções corrosivas, fantasia reações alheias, e tudo isso para não colocar a segurança em risco. Agora eu pergunto: “Tem coisa mais paradoxal do que essa, de uma mente que para garantir a segurança, é completamente insana?! Dá pra confiar nela?”. E a resposta é bem clara: “Definitivamente, não!”.

A melhor guiadora é a nossa voz interior. Alguns chamam de intuição, outros, de sexto sentido; enfim, não importa a nomenclatura, mas, sim, acreditar que é essa voz que nos orientará e sem nos sabotar.

O coração também não costuma ser um bom orientador. Movido pela emoção, em alguns casos, ele tende a ter um grau de miopia, impedindo-nos de enxergar até mesmo aquilo que está bem no nosso nariz. Outras vezes, induzido pela raiva, inveja ou ciúmes, pode nos levar a sermos bem injustos ou céticos demais.

Agora, como saber quem está falando naquele exato momento: se nossa mente, nosso coração ou nossa voz interior? Bom, sabe aquele ditado “A pressa é inimiga da perfeição”?! Pois é. Uma forma bem legal é procurar manter a calma, inspirando e expirando tranquilamente, de modo que a mente vá se aquietando um pouco e as emoções, assentando. Estilo uma meditação.

Relaxe bem e depois de ter feito isso, observe se a voz continua a falar lá dentro. Geralmente, quando é maluquice da nossa mente, após esse processo de centramento, de equilíbrio, a voz some por um tempo, por um tempo! Sentimos, até mesmo, a mente mais leve. No caso do coração, as emoções se aquietam e ficamos mais em paz. E aí, percebemos que a voz era apenas um som irritantemente ensurdecedor.

Mas quando a voz é interior, ela permanece “abaixo” dessa mente mais tranquila e desse coração mais calmo.

Realmente, não é fácil, mas é um treinamento que vale a pena! Todo dia será um grande desafio para saber ouvir a voz pura e verdadeira. Entretanto, cada vez que soubermos identificar nossa voz interior e sermos guiados por ela, é mais uma decisão perfeita que tomamos. Perfeita, porque será o melhor para nós e para o fluir do universo.


Um forte e fraterno abraço...


(Karen Igari)


Foto particular - KRI: foto tirada em São Paulo
Foto tirada em São Paulo, em 03/2016.


sexta-feira, 18 de março de 2016

Foto-mensagem: "O sucesso de um projeto"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada na Bahia
Foto tirada na Bahia, em 01/2015.


A fábula: "A onça doente"

Proprietário da imagem: site Pixabay  A onça caiu na árvore e por muitos dias esteve de cama seriamente enferma. E como não pudesse caçar, padecia fome das negras.
  Em tais apuros imaginou um plano.
  - Comadre irara - disse ela - corra o mundo e diga à bicharada que estou à morte e exijo que venham visitar-me.
  A irara partiu, deu o recado e os animais, um a um, principiaram a visitar a onça.
  Vem o veado, vem a capivara, vem a cotia, vem o porco do mato.
  Veio também o jabuti.
  Mas o finório jabuti, antes de penetrar na toca, teve a lembrança de olhar para o chão. Viu na poeira só rastos entrantes, não viu nenhum rasto sainte. E desconfiou:
  - Hum!... Parece que nesta casa quem entra não sai. O melhor, em vez de visitar a nossa querida onça doente é ir rezar por ela...
  E foi o único que se salvou.

(Monteiro Lobato, in: Fábulas)

Foto-mensagem: "Se você quer que a grama seja mais verde"

(Osho)

Foto particular - KRI: foto tirada em Pratinha
Foto tirada em Pratinha, em 01/2015.


quinta-feira, 17 de março de 2016

"Acolha-se..."

Se você é daquelas pessoas consideradas grandes amigas, que têm os ombros para confortar quem precisar deles, que têm e sabem usar as palavras certas naqueles momentos mais delicados, que são lembradas quando precisam de uma opinião sobre algum assunto, enfim, se você é dessas pessoas que está sempre disposta a acolher o outro, então, eu lhe pergunto: você também tem se acolhido?

Quantas foram as vezes que você se puniu? Quais foram as circunstâncias que você se apoiou? Quantos foram os momentos em que você esteve realmente ao seu lado?

Lembramos e nos cobramos de estar sempre à disposição do outro, mas e quanto a nós mesmos? Será que você realmente sabe que pode contar com você? Aliás, você pode contar com você mesma?

Acolha-se mais. Apoie-se mais. Perdoe-se mais. Escute-se mais. Sinta-se mais. Receba-se mais. Esteja mais acessível e disponível pra si mesma. Dedique-se mais a si. Desabafe mais consigo. Tenha mais compaixão consigo. Passe mais tempo consigo.

Preste atenção ao que você tem a dizer, ao que você anda pensando, ao que você tem sentido, ao que você vem armazenando, ao que você tem cultivado.

Por exemplo, sabe aquele momento em que você para de frente para o espelho e diz: “Olha isso! Preciso emagrecer. O que são essas gorduras, essas pelancas?”. Está tudo bem. Se você realmente acredita que precisa emagrecer, porque isso a fará mais feliz, bonita, confiante ou saudável, tudo bem. Mas faça e fale com mais ternura. Dê a si mesma o apoio que precisa. Tenha compaixão e paciência consigo. Motive a si mesma. Ajude-se; sem julgamentos, sem punições, sem emoções corrosivas. Apenas acolha-se e ajude-se.

Às vezes, o apoio que mais precisamos é o nosso mesmo. Seja sua melhor amiga, sua melhor cúmplice, sua melhor mãe, sua melhor irmã, sua melhor prima, sua melhor avó, sua melhor colega de profissão, sua melhor tia, sua melhor neta, sua melhor sobrinha, sua melhor companheira e parceira. Esteja para você e acolha-se...


Um forte e fraterno abraço...

(Karen Igari)

Foto particular - KRI: foto tirada no Ibirapuera
Foto tirada no Ibirapuera, em 07/2014.




Foto-mensagem: "Agora é o momento certo"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Pratinha
Foto tirada em Pratinha, em 01/2015.


Foto-mensagem: "Quando assumimos nossas falhas e fraquezas"

(Freiheit)

Foto particular - KRI: foto tirada em Novo Horizonte
Foto tirada em Novo Horizonte, em 01/2015.


terça-feira, 15 de março de 2016

Foto-mensagem: "Ore sempre"

(Freiheit)

Foto particular - KRI: foto tirada na Bahia
Foto tirada na Bahia, em 01/2015.


Viva bem

Coloque-se em movimento, ainda que seja num ritmo bem lento;
Resolva suas pendências, mesmo que aos poucos;
Tenha fé, apesar das circunstâncias não serem favoráveis;
Seja leve, embora tenha todos os motivos para ser amargurado;
Mude a rota quando achar necessário;
Dê uma chance a si mesmo sempre que precisar;
Adote a empatia quando não conseguir compreender o outro;
Acolha-se em todo momento que se sentir pequeno,
mas também seja firme consigo no instante em que pensar em desistir...
Aposte nos seus projetos,
mas não se culpe se ainda não tiver algum;
Não compare sua vida com a dos outros,
porque ninguém trilhou caminhos idênticos;
Não precisa invejar o outro,
já que você é tão capaz quanto;
Não culpe a falta de sorte,
pois a sorte geralmente é sinônimo de trabalho, persistência, destreza, loucura ou fé;
Não fique olhando para trás num apego ao passado,
porque você só tende a tropeçar no momento presente;
Preste atenção no que você tem plantado,
afinal, a colheita não é facultativa;
Agradeça por todos os milagres,
a começar pela vida que lhe foi presenteada;
Valorize também os simples gestos e acontecimentos,
pois deles são extraídos grandes aprendizados;
Não se martirize,
se por algum momento você se perdeu;
Retome de onde parou ou comece tudo de novo...
O agora é o instante perfeito para se dar essa chance!
Então respire e vai...


(Karen Igari) 

Um forte e fraterno abraço...

Foto particular - KRI: foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.




sábado, 12 de março de 2016

Foto-mensagem: "Cada dia traz"

(Osho, in: Faça seu coração vibrar)


Foto particular - KRI: foto tirada em Lambari
Foto tirada em Lambari, em 03/2014.


Foto-mensagem: "Coragem significa enfrentar"

(Osho, in: Faça seu coração vibrar)


Foto particular - KRI: foto tirada em Guararema
Foto tirada em Guararema, em 08/2014.


Vídeo: "Mensagens inspiradoras, de Raigi Ganeri"

(Frases: Raigi Ganeri/ Direitos autorais: Karen R. Igari)

Algumas vezes, é natural bater aquele desânimo e aquela insegurança. Por isso, para substituirmos por coisas mais positivas e que realmente farão a diferença no nosso modo de agir, preparei um vídeo bem curtinho com mensagens superbacanas, de Raigi Ganeri. Espero que gostem!

https://www.youtube.com/watch?v=XXoPtfs9FYU



quinta-feira, 10 de março de 2016

Foto-mensagem: "Se você perdeu-se da rota"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 01/2014.


Foto-mensagem: "Você só vive uma vez"

(Greg Plitt)


Foto particular - KRI: foto tirada em Pratinha
Foto tirada em Pratinha, em 01/2015.


Osho: "Só o passado não vivido é que se torna um fardo psicológico"

  Só o passado não vivido é que se torna um fardo psicológico. Deixe-me repetir: o passado não vivido, aqueles momentos que você poderia ter vivido, mas não viveu. Os casos de amor que não existiram, que você deixou passar... Aquelas canções que não cantou, porque estava ocupado com alguma coisa boba... É o passado não vivido que se torna seu fardo psicológico e fica cada vez mais pesado a cada dia que passa.
  É por isso que o idoso fica tão rabugento. Não é culpa dele. Ele não sabe por que é tão rabugento - por que tudo o deixa irritado, por que está sempre zangado, por que não pode deixar que os outros sejam felizes, por que não gosta de ver as crianças dançando, cantando, pulando, festejando. Por que ele quer que todo mundo fique quieto? O que há com ele?
  Trata-se, simplesmente, de um fenômeno psicológico: toda a vida que ele não viveu. Quando ele vê uma criança dançar, sua criança interior sofre. Sua criança interior foi, de alguma forma, impedida de dançar - talvez pelos pais, pelos mais velhos, talvez por ele mesmo, porque era respeitável, honrado. Ele foi levado à presença dos vizinhos e apresentado: "Olhem que criança mais quieta, calma, silenciosa. Não atrapalha, não faz travessuras". O ego dele era massageado. De qualquer forma, ele saiu perdendo. Agora não suporta mais isso, não consegue tolerar essa criança. Na verdade, é a sua infância não vivida que começa a doer. Deixou uma ferida.
  E quantas feridas vocês está carregando? Milhares de feridas ainda doem, pois quanta coisa você deixou de viver?

(Osho, in: Faça seu coração vibrar, pp. 18 - 19)

Foto particular - KRI: foto tirada em São Paulo
Foto tirada em São Paulo, em 09/2014.


quarta-feira, 9 de março de 2016

Vídeo: "Seja lembrado"

(Canal "Legendadus")


Em determinados momentos, o cansaço, o desânimo e a frustração parecem ser tão fortes, que entramos numa vibe bem negativa. Isso acontece com todos nós, mas levantar a cabeça, respirar fundo e recomeçar é o que precisamos fazer, porque devemos isso a nós mesmos! Para dar uma forcinha, veja esse vídeo motivador, do canal "Legendadus", um discurso fabuloso de Greg Plitt.

https://www.youtube.com/watch?v=zfz6vpEiUhs




Foto-mensagem: "Você é mais forte"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Morro do Carvão
Foto tirada em Morro do Carvão, em 01/2015.


Foto-mensagem: "Ninguém tem a vida perfeita"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Atibaia
Foto tirada em Atibaia, em 02/2016.


Foto-mensagem: "O agora é a hora perfeita para começar"

(Freiheit)

Foto particular - KRI: foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.


terça-feira, 8 de março de 2016

"Preguiçosa"

Belinha acordou às seis, arrumou as crianças, levou-as para o colégio e voltou para casa a tempo de dar um beijo burocrático em Artur, o marido, e de trocarem cheques, afazeres e reclamações.
Fez um supermercado rápido, brigou com a empregada que manchou seu vestido de seda, saiu como sempre apressada, levou uma multa por estar dirigindo com o celular no ouvido e uma advertência por estacionar em lugar proibido, enquanto ia, por um minuto, ao caixa automático tirar dinheiro.
No caminho do trabalho batucava ansiedade no volante, num congestionamento monstro, e pensava quando teria tempo de fazer a unha e pintar o cabelo antes que se transformasse numa mulher grisalha.
Chegando ao escritório, foi quase atropelada por uma gata escultural que, segundo soube, era a nova contratada da empresa para o cargo que ela, Belinha, fez de tudo para pegar, mas que, apesar do currículo excelente e de seus anos de experiência e dedicação, não conseguiu.
Pensou se abdome definido contaria ponto, mas logo esqueceu a gata, porque no meio de uma reunião ligaram do colégio de Clarinha, sua filha mais nova, dizendo que ela estava com dor de ouvido e febre.
Tentou em vão achar o marido e, como não conseguiu, resolveu ela mesma ir até o colégio, depois do encontro com o novo cliente, que se revelou um chato, neurótico, desconfiado e com quem teria que lidar nos próximos meses.
Saiu esbaforida e encontrou seu carro com pneu furado.
Pensou em tudo que ainda ia ter que fazer antes de fechar os olhos e sonhar com um mundo melhor.
Abandonou a droga do carro avariado, pegou um táxi e as crianças.
Quando chegou em casa, descobriu que tinha deixado a porra da pasta com o relatório que precisava ler para o dia seguinte no escritório!
Telefonou para o celular do marido com a esperança que ele pudesse pegar os malditos papéis na empresa, mas a bosta continuava fora de área.
Conseguiu, depois de vários telefonemas, que um motoboy lhe trouxesse a porra dos documentos.
Tomou uma merda de banho, deu a droga do jantar para as crianças, fez a porcaria dos deveres com os dispersos e botou os monstros para dormir.
Artur chegou puto de uma reunião em São Paulo, reclamando tudo. Jantaram em silêncio.
Na cama, ela leu metade do relatório e começou a cabecear de sono. Artur a acordou com tesão, afim de jogo. Como aqueles momentos estavam cada vez mais raros no casamento deles, ela resolveu fazer um último esforço de reportagem e transar.
Deram uma meio rápida, meio mais ou menos, e quando estava quase pegando no sono de novo, sentiu uma apalpadinha no seu traseiro com o seguinte comentário: "Tá ficando com a bundinha mole, Belinha... deixa de preguiça e começa a se cuidar..."
Belinha olhou para o abajur de metal e imaginou martelando a cabeça de Artur até ver seus miolos espalhados pelo travesseiro!
Depois se viu pulando sobre o tórax dele até quebrar todas as costelas! Com um alicate de unha arrancou um a um todos os seus dentes depois deu-lhe m chute brutal no saco, que voou espermatozóides para todos os lados!
Em seguida usou a técnica que aprendeu num livro de auto-ajuda: como controlar as emoções negativas.
Respirou três vezes profundamente, mentalizando a cor azul, e ponderou. Não ia valer a pena, não estamos nos EUA, não conseguiria uma advogada feminista caríssima que fizesse sua defesa alegando que assassinou o marido cega de tensão pré-menstrual...
Resolveu agir com sabedoria.
No dia seguinte, não levou as crianças ao colégio, não fez um supermercado rápido, nem brigou com a empregada. Foi para uma academia e malhou duas horas.
De lá foi para o cabeleireiro pintar os cabelos de acaju e as unhas de vermelho. Ligou para o cliente novo insuportável e disse tudo que achava dele, da mulher dele e do projeto dele.
E aguardou os resultados da sua péssima conduta, fazendo uma massagem estética que jura eliminar, em dez sessões, a gordura localizada.
Enquanto se hospedava num spa, ouviu o marido desesperado tentar localizá-la pelo celular e descobrir por que ela havia sumido.
Pacientemente não atendeu. E, como vingança é um prato que se come frio, mandou um recado lacônico para a caixa postal dele: "- A bunda ainda está mole. Só volto quando estiver dura. Um beijo da preguiçosa..."


(Patrícia Travassos, in: Esse sexo é feminino)

Foto particular - KRI: foto tirada em Novo Horizonte
Foto tirada em Novo Horizonte, em 01/2015.


Foto-mensagem: "Deixe que sua fé guie os seus passos"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Morro do Carvão
Foto tirada em Morro do Carvão, em 01/2015.


Foto-mensagem: "Eu não sou o que aconteceu comigo"

(Carl Gustav Jung)

Foto particular - KRI: foto tirada na Bahia
Foto tirada na Bahia, em 01/2015.


quarta-feira, 2 de março de 2016

"Onde você tem investido o seu tempo?! - a história do guardião"

Era uma vez, um homem que entre a consciência e o sonho se deparou com uma grande sala. Ao se aproximar, percebeu um guardião na porta, que disse "Ninguém pode entrar aqui. Aqui estão guardados os "Livros da Vida". Aquele que conseguir passar por esta porta poderá ter acesso ao seu livro e modificá-lo a seu gosto". A curiosidade dele era grande! Afinal, poderia escolher o seu destino. Com a insistência, o guardião resolveu ceder um pouco e disse "Está bem. Vou te dar 5 minutos. E nem mais um segundo". Ele nem acreditou! Cinco minutos eram mais do que suficientes para que pudesse decidir o resto da sua vida, afinal, poderia apagar e acrescentar o que quisesse no "Livro da Vida". Entrou e a primeira coisa que viu foi o livro da vida do seu maior inimigo. Não aguentou de curiosidade! "O que será que estava escrito no livro da vida dele? O que será que o destino reservava para aquela pessoa que eu não suportava?". Abriu o livro e começou a ler. E ele não se conformou. Verificou que a vida lhe reservava muita coisa boa e não teve dúvidas. Apagou as coisas boas e reescreveu aquele destino com uma porção de coisas más. Logo viu um outro livro de alguém que também não gostava e fez a mesma coisa... De repente se deparou com o seu próprio livro! Nem acreditou! Aquele era o momento... Iria mudar o seu destino... Iria escrever só coisas boas... E seria a pessoa mais feliz do mundo!!! Quando foi pegar o livro, eis que alguém bate no ombro, "Seu tempo acabou! Pode sair!". Ele ficou sem ação! "Mas eu não tive tempo nem de abrir o meu livro!!!", disse ele.
"Pois é - disse o guardião -, eu te dei cinco minutos preciosos, mas você só se preocupou com a vida dos outros e não teve tempo de ver a sua..."


(Autor desconhecido)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 09/2013.



Foto-mensagem: "O erro consiste em tentar saber demais"

(Marcely Pieroni Gastaldi)


Foto particular - KRI - Foto tirada em Pratinha - BA
Foto tirada em Pratinha, BA, em 01/2015.



Foto-mensagem: "Eu estou tranquilo"

(Caio Fernando Abreu)


Foto particular - KRI: foto tirada em Morro do Carvão
Foto tirada em Morro do Carvão, em 01/2015.


terça-feira, 1 de março de 2016

"Da solidão"

" Amemos o que sentimos de nós mesmos, nessas variadas coisas, já que, por egoístas que somos, não sabemos amar senão aquilo em que não encontramos. Amemos o antigo encantamento dos nossos olhos infantis, quando começavam a descobrir o mundo: as nervuras das madeiras, com seus caminhos de bosques e ondas e horizontes; os desenhos dos azulejos; o esmalte das louças; os tranquilos, metódicos telhados... Amemos o rumor da água que corre, os sons das máquinas, a inquieta voz dos animais, que desejaríamos traduzir.
 Tudo palpita em redor de nós, e é como um dever de amor aplicarmos o ouvido, a vista, o coração e essa infinidade de formas naturais ou artificiais que encerram seu segredo, suas memórias, suas silenciosas experiências. (...)"


(Cecília Meireles)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 06/2011.



Foto-mensagem: "Às vezes"

(Caio Fernando Abreu)


Foto particular - KRI: foto tirada em Novo Horizonte
Foto tirada em Novo Horizonte, BA, em 01/2015.


Foto-mensagem: "Enfrentar nossos medos é tão difícil"

(Raigi Ganeri)

Foto particular - KRI: foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 05/2014.