Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

terça-feira, 1 de março de 2016

"Da solidão"

" Amemos o que sentimos de nós mesmos, nessas variadas coisas, já que, por egoístas que somos, não sabemos amar senão aquilo em que não encontramos. Amemos o antigo encantamento dos nossos olhos infantis, quando começavam a descobrir o mundo: as nervuras das madeiras, com seus caminhos de bosques e ondas e horizontes; os desenhos dos azulejos; o esmalte das louças; os tranquilos, metódicos telhados... Amemos o rumor da água que corre, os sons das máquinas, a inquieta voz dos animais, que desejaríamos traduzir.
 Tudo palpita em redor de nós, e é como um dever de amor aplicarmos o ouvido, a vista, o coração e essa infinidade de formas naturais ou artificiais que encerram seu segredo, suas memórias, suas silenciosas experiências. (...)"


(Cecília Meireles)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 06/2011.