Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

sábado, 20 de dezembro de 2014

"Mas existe verdadeiramente outro rumo?"

Mas existe verdadeiramente outro rumo? Na verdade, só existe a direção que tomamos. O que poderia ter sido já não conta.

(Mario Benedetti)

Foto tirada na estrada de Bertioga
Foto tirada na estrada de Bertioga, em 12/2014.



terça-feira, 9 de dezembro de 2014

"Não somos blindados"

Não somos blindados para evitar que alguém desperte em nós sentimentos e emoções ruins, mas somos responsáveis quando os semeamos. Dissipá-los cabe somente a nós.

(Joseph Ganeri)

Foto tirada na USP
Foto tirada na USP.


sábado, 6 de dezembro de 2014

"TAG: 7 coisas que me fazem sorrir"

Oi, pessoal!

Fui convidada pela Simone, do blog Flores na cabeça, a responder essa deliciosa tag! Vamos lá?!


Regras:

1. Dar crédito ao blog  Minha Querida Sophia
2. Marcar quem te indicou.
3. Indicar blogs para responder a tag, não se esquecendo de marcá-los.
4. Listar 7 coisas simples que acontecem e que ficamos felizes no exato momento que vemos.


Respostas:


1. Chuva caindo sobre as plantas 

2. As folhas das árvores balançando com o vento.
3. O mágico efeito das cores no céu.
4. Filhotes de cachorro andando desengonçados.
5. Tudo voltado à Design de Interiores.
6. Atos de cavalheirismo (pois é, sou das antigas =P)
7. Identificar-me com um texto ou música.


Indico os seguintes blogs:


Toques e retoques na decoração
Mente Abertta
Literatura Infantil
Saladiche


Uma fotinho para não sair do costume =)


Foto tirada em Minas
Foto tirada em Minas, em 03/2014.

Grande beijo! 


quinta-feira, 27 de novembro de 2014

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

"Nem sempre as coisas estão como a gente espera"

Nem sempre as coisas estão como a gente espera; nem sempre elas acontecem dentro do prazo que estabelecemos. Mas olha só, reviravoltas fazem a gente ponderar o que de fato nos é importante e o que está apenas a passeio. Não adie suas escolhas, mas também não tenha pressa de escrever o futuro. Viva o presente. Semeie suas certezas no hoje. O amanhã se constrói com a colheita. 

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 03/2014.




quinta-feira, 20 de novembro de 2014

"O amor que a vida traz"

Você gostaria de ter um amor que fosse estável, divertido e fácil. O objeto desse amor nem precisaria ser muito bonito, nem rico. Uma pessoa bacana, que te adorasse e fosse parceira já estaria mais do que bom. Você quer um amor assim. É pedir muito? Ora, você está sendo até modesto.
O problema é que todos imaginam um amor a seu modo, um amor cheio de pré-requisitos. Ao analisar o currículo do seu candidato, alguns itens de fábrica não podem faltar. O seu amor tem que gostar um pouco de cinema, nem que seja para assistir em casa, no DVD. E seria bom que gostasse dos seus amigos. E precisa ter um objetivo na vida. Bom humor, sim, bom humor não pode faltar. Não é querer demais, é? Ninguém está pedindo um piloto de Fórmula 1 ou uma capa da Playboy. Basta um amor desses fabricados em série, não pode ser tão impossível.
Aí a vida bate à sua porta e entrega um amor que não tem nada a ver com o que você queria. Será que se enganou de endereço? Não. Está tudo certinho, confira o protocolo. Esse é o amor que lhe cabe. É seu. Se não gostar, pode colocar no lixo, pode passar adiante, faça o que quiser. A entrega está feita, assine aqui, adeus.
E agora está você aí, com esse amor que não estava nos planos. Um amor que não é a sua cara, que não lembra em nada um amor idealizado. E, por isso mesmo, um amor que deixa você em pânico e em êxtase. Tudo diferente do que você um dia supôs, um amor que te perturba e te exige, que não aceita as regras que você estipulou. Um amor que a cada manhã faz você pensar que de hoje não passa, mas a noite chega e esse amor perdura, um amor movido por discussões que você não esperava enfrentar e por beijos para os quais nem imaginava ter tanto fôlego. Um amor errado como aqueles que dizem que devemos aproveitar enquanto não encontramos o certo, e o certo era aquele outro que você havia solicitado, mas a vida, que é péssima em atender pedidos, lhe trouxe esse e conforme-se, saboreie esse presente, esse suspense, esse nonsense, esse amor que você desconfia que não lhe pertence. Aquele amor em formato de coração, amor com licor, amor de caixinha, não apareceu. Olhe pra você vivendo esse amor a granel, esse amor escarcéu, não era bem isso que você desejava, mas é o amor que lhe foi destinado, o amor que começou por telefone, o amor que começou pela internet, que esbarrou em você no elevador, o amor que era pra não vingar e virou compromisso, olha você tendo que explicar o que não se explica, você nunca havia se dado conta de que amor não se pede, não se especifica, não se experimenta em loja, como quem diz: ah, este me serviu direitinho!
Aquele amor corretinho por você tão sonhado vai parar na porta de alguém que despreza amores corretos, repare em como a vida é astuciosa. Assim são as entregas de amor, todas como se viessem num caminhão da sorte, uma promoção de domingo, um prêmio buzinando lá fora mesmo você nunca tendo apostado. Aquele amor que você encomendou não veio, parabéns! Agradeça e aproveite o que lhe foi entregue por sorteio.
12 de abril de 2009
(Martha Medeiros - In: "Feliz por nada" - L&PM Editores)

Foto tirada em Santa Branca
Foto tirada em Santa Branca, em 08/2014.



terça-feira, 18 de novembro de 2014

"Dê o passo que você mesmo hesitou"

Dê o passo que você mesmo hesitou
Solte o grito que você mesmo abafou
Desfaça os nós que você mesmo atou
Libere o tesão que você mesmo conteve
Solte-se...
Liberte-se...
Voe, voe muito alto...
E tenha coragem de ser feliz...

(Freiheit)

Foto tirada em zoo, de SP
Foto tirada em zoo, de SP, em 11/2014.



segunda-feira, 17 de novembro de 2014

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

"Permita-se!"

Permita-se andar pela rua no dia de chuva e chutar as poças d'água, andar pela areia da praia com os pés descalços, deitar na relva ainda úmida na manhã que se apresenta, contemplando a natureza. Permita-se rir de si mesmo, diante do espelho, contar uma piada sem graça que só você ri, falar do tempo com bom humor, contar estrelas em noite enluarada, perder a conta e recomeçar várias vezes... Permita-se errar e admitir o erro sem culpa, permita-se ser seu próprio advogado, já que você defende tanta gente, ame-se! Permita-se ser mais amigo que pai e pai na hora que o filho pede um conselho. Permita-se ser menos que "supermãe", ser simplesmente acolhedora, colo de mãe não tem igual. Permita-se ser amado, roubar um beijo, um abraço demorado, andar de mãos dadas pela praça, comer pipoca em um saquinho único, beber refrigerante com dois canudinhos, coisas bobas dos apaixonados, guardar papeizinhos, bobeira deliciosa... Permita-se chorar de vez em quando, desopilar a alma, emocionar-se, permita o arrepio dos pelos, e, no contato com Deus, permita o toque do Divino e crer na força da transformação que existe em você. Permita-se hoje viver o amanhã, sem se preocupar com o que foi, pois, assim é você, pessoa maravilhosa, que tudo pode dentro das suas limitações e para quem já aprendeu sonhar, qual é o limite da própria vida? Permita a invasão da alegria, seja feliz, ainda que a noite não pareça ter fim, o dia vai chegar e quer te encontrar sorrindo!

(Paulo Roberto Gaefke)

Foto tirada no zoo, de SP
Foto tirada no zoo, de São Paulo, em 11/2014.



terça-feira, 11 de novembro de 2014

"TAG: Culinária"

Oi, galera!


Bom, tive a honra de ser convidada pelo Edilson Lopes, do blog Mente Abertta, a participar de mais uma tag! Desta vez, vamos falar de um dos maiores prazeres dessa vida: comida! Espero que gostem!

(*) A regra consiste apenas em responder as perguntas e indicar dois blogs que você gostaria que fizessem o mesmo. =) Bora lá!


1. Em qual refeição você costuma comer mais? Café da manhã, almoço ou janta?
Tudo bem que o recomendado é comer reforçado no café da manhã e pegar mais leve na janta. Mas... digamos que faço o oposto, indo dormir com a barriga explodindo. Somente no almoço procuro comer mais reduzidamente, caso contrário, a moleza não me deixa trabalhar. =P

2. Tem algum alimento que você não come por nada?
Goiabada, geleias e compotas. O primeiro, porque tenho trauma, já que de tanto comer passei mal. Hoje, não consigo nem sentir o cheiro, sem embrulhar o estômago.

3. Você faz alguma mistura estranha?
Acho que não. Gosto apenas de comer coisas bem doces e tomar coca-cola em seguida. Adoro a sensação!

4. Está ou já fez dieta?
Bom, a minha única tentativa foi tentar reduzir a quantidade de comida. Resultado: preciso tentar de novo... =S

5. Qual seu fast food favorito?
Adoro lanches! Na verdade, adoro todo e qualquer tipo de fast food. Deu pra perceber o quanto minha alimentação é balanceada, né?! Mas também aprecio uma boa comida caseira... Indispensável!!!

6. Tem vontade de experimentar a culinária local de algum país?
Gostaria de experimentar praticamente todas, com exceção, os pratos muito exóticos, que levam coração de boi, testículos e coisas afins.

7. Prefere refrigerante, água ou suco?
Sou viciada em coca-cola, no entanto, aderi mais à água mesmo.

8. Prefere doce ou salgado?
Nossa, que difícil. Mas acho que seja doce, me faz salivar só pela aparência.

9. Tem alguma comida que você fala que não gosta, porém, nunca experimenta?
Não, pra eu dizer que não gosto é porque eu não gosto mesmo!

10. Tem costume de assaltar a geladeira na madrugada?
Sim, geladeira, fogão, armário, tudo que tenho direito. Meu pai costuma dizer que parece que tem rato em casa de madrugada.

11. Sabe cozinhar? Se sim, o que faz de melhor?
Confesso que cozinhar não é o meu forte, mas consigo me virar. Ah, strogonoff (é bem tranquilo =P).

12. Acompanha algum site, programa ou canal culinário?
Não tenho esse hábito, mas quando preciso de alguma receita, procuro em sites ou blogs. Mas acho bem legal disputas culinárias.

13. Cite 2 blogueiros que gostaria de ver respondendo essa tag.

Simone, do blog: Flores na cabeça

Rute, do blog: Literatura Infantil



Beijos!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

"Invista no sorriso que acolhe"

Invista no sorriso que acolhe, nas palavras tracejadas de doçuras que afagam. Despista o mau humor, coloque a pressa pra dormir. Se atente ao que te faz bem. Abrace as borboletas, dance com a calmaria que renova sua coragem. Faça companhia pra ousadia de fazer o mundo de sonhos acontecer. Se faça feliz.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada no zoo, SP.
Foto tirada no zoo de SP, em 11/2014.



quinta-feira, 6 de novembro de 2014

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

"Desejo sorriso nos lábios e um punhado de sonhos"

Desejo sorriso nos lábios e um punhado de sonhos. Desejo coragem para que os novos passos sejam dados, sabedoria para que os caminhos sejam trilhados, carinho para que a colheita seja leve e doce. Desejo fé renovada para que o medo não impeça que os sonhos sejam realizados, um tanto de aventuras para que possamos nos lembrar sempre o quanto somos capazes. Desejo amor eternizado no coração, para que quando a maldade tentar adentrar, tenhamos respingos de ternura e afeto para afastar.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada na USP
Foto tirada na USP, em 2008.



terça-feira, 4 de novembro de 2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Ser feliz ou ter razão?

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora, com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto, faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber: - Se tinha tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devia ter insistindo um pouco mais... E ela diz: - Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite! 
Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais frequência: "Quero ser feliz ou ter razão?"


(Autor desconhecido)

Foto tirada no Parque Ceret
Foto tirada no Parque Ceret, em 06/2014.



Foto-mensagem: "Os pescadores sabem que o mar é perigoso"

(Vincent Van Gogh)


Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.



sábado, 1 de novembro de 2014

Foto-mensagem: "Para se livrar dos nossos medos"

(Zíbia Gasparetto)


Foto tirada em Morro do Sto. Antônio
Foto tirada em Morro do Santo Antônio, em 09/2013.



"Sou o que sou e não peço desculpas por isso"

Se parece ingênuo que eu acredite nas pessoas, que me chamem de tola. Se parece impossível que eu queira ir onde ninguém conseguiu chegar, que me chamem de pretensiosa. Se parece precipitado que eu me apaixone no primeiro momento, que me chamem de inconsequente. Se parece imprudente que eu me arrisque num desafio, que me chamem de imatura. Se parece inaceitável que eu mude de opinião, que me chamem de incoerente. Se parece ousado que eu queira o prazer todos os dias, que me chamem de abusada. Se parece insano que eu continue sonhando, que me chamem de louca. Só não me chamem de medrosa ou de injusta. Porque eu vou à luta com muita garra e muita vontade de acertar. E foi lutando que eu perdi o medo de ser ridícula. De ser enganada. De ser mal entendida. Perdi, na verdade, o medo de ser feliz. Não me incomoda se as pessoas me veem de forma equivocada. O importante mesmo é como eu vejo... Sem cobrança. Sem culpa. Sem arrependimento. A gente perde muito tempo tentando agradar aos outros. Tentando ser o que esperam de nós. Eu sou o que sou e não peço desculpas por isso. No meu caminho até aqui, posso não ter agradado a todo mundo, mas tomei muito cuidado para não pisar em ninguém. Sendo assim, me chame do que quiser, eu não ligo... Porque eu só atendo mesmo quando chamam pelo meu nome, que eu tenho o maior orgulho de carregar.

(Lena Gino)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 01/2014.



sexta-feira, 31 de outubro de 2014

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Foto-mensagem: "A cada novo minuto"

(Zíbia Gasparetto)


Foto tirada em Itu
Foto tirada em Itu, em 06/2014.


"Depois de algum tempo você aprende..."

Depois de algum tempo de vida, a gente começa a entender a diferença sutil entre dar as mãos e acorrentar uma alma. Você aprende que amar não significa depender... E que companhia nem sempre significa segurança. Você começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. Você aceita que não importa quão legal seja uma pessoa. Ela pode feri-lo... E você precisa aprender a perdoá-la por isso. Você aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, apesar das longas distâncias. E que o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. Você aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que teve e o que aprendeu com elas do que quantos aniversários você celebrou. Você percebe que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para pra que você se recupere ou se reconstrua. Você também aprende que o tempo não volta atrás. Então... O melhor que temos a fazer é plantar o nosso jardim e decorar a nossa alma. Não dá pra esperar que alguém nos traga flores.

(Autor desconhecido)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 03/2014.



quarta-feira, 29 de outubro de 2014

domingo, 26 de outubro de 2014

sábado, 25 de outubro de 2014

"TAG" - Liebster Award: Um abre aspas no blog =)

Olá, pessoal!


Bom, fui convidada pela Simone, do blog "Flores na cabeça" - http://flores-na-cabeca.blogspot.com.br - para compartilhar essa tag. A ideia é ótima, já que também é uma forma de nos conhecermos melhor, não é mesmo?! Além de divulgar outros trabalhos bem bacanas! Fiquem à vontade!


As regras são:

  • Escrever 11 fatos sobre você
  • Responder as perguntas de quem te indicou
  • Indicar 11 Blogs com menos de 200 seguidores
  • Fazer 11 perguntas para quem você indicar
  • Colocar uma imagem que mostre o selo do Liebster
  • Linkar de volta quem te indicou

11 fatos sobre mim:

  • Preciso tomar café, caso contrário, não desperto;
  • Cantar e dançar me faz muito bem;
  • Amo dormir com o som da chuva;
  • Sou ótima de garfo;
  • Ficar olhando para o céu me traz uma paz incrível;
  • Adoro molhar os pés num rio, numa bica, numa nascente ou coisa afim, depois de uma bela caminhada;
  • Admiro pessoas que lutam pelos seus sonhos;
  • Gosto daqueles que não se aprisionam por causa de tradições ou o que a sociedade impõe;
  • Prezo boas conversas;
  • Um bom livro me faz relaxar;
  • Sou apaixonada por filmes de comédia-romântica.

Perguntas feitas pela Simone:

  • O que te inspira a escrever? Nos meus posts, os textos não são de minha autoria, tanto que menciono o nome dos autores. No entanto, quando escrevo, basta estar em paz.
  • Algo que queria muito e já alcançou: Fazer faculdade na USP.
  • Seu livro e autor preferido: Item dificílimo! O livro seria "O segredo de Deus", porque fez parte de um momento muito delicado na minha vida. Já, o autor, Edgar Allan Poe, fabuloso e de grande artemanha.
  • Que livro está lendo? "Feliz por nada", de Martha Medeiros (recomendo!).
  • De onde surgiu a inspiração para o nome do blog? O nome Riquezas veio da minha própria "ideologia", já que acredito que as riquezas ultrapassam os bens materiais e estão mais pero do que imaginamos.
  • Há quanto tempo escreve? Desde meus 12 anos gostava de escrever.
  • Qual a sua profissão ou a que gostaria de ter? Além do blog, que encaro como um hobby-trabalho, também sou freelancer.
  • Um vício: Café, sempre café.
  • Cite 3 blogs preferidos: Na verdade, tenho vários, mas citarei um de cada tema: Relax Mental, Achados de Decoração e Alice Salazar.
  • O que mais te irrita: Muitas coisas! =P Uma delas é gente folgada. Outra é o som do garfo riscando o prato (minha vontade é estrangular a pessoa, mas depois passa, quando o som cessa, é claro!).
  • Escreva 3 qualidades e 2 defeitos seus: Sou bem-humorada, solidária, sincera, organizada e não consigo chegar no horário marcado. Qualidades ou defeitos, isso é meio relativo... =P

Blogs selecionados:


  • Mente Aberta - http://menteabertta.blogspot.com.br
  • Carpinteiros do Universo - http://carpinteirosdouniverso.blogspot.com.br
  • Armário Confidencial - http://larissabarbosalima.blogspot.com.br
  • Hausebacker - http://hausebacker.blogspot.com.br
  • Blog da Patty Steffens - http://blogdapattysteffens.com.br
  • Uma Esquina - http://umaesquina.com
  • Charme na make - http://www.charmenamake.blogspot.com.br
  • Faz de conta que sei - http://fazdecontaquesei.blogspot.com.br
  • Eu Amo Artesanato - http://euamoartesanato.blogspot.com.br
  • É artesanato - by Litta Santos - http://littasantos.blogspot.com.br
  • Toques e Retoques na Decoração - http://toqueseretoquesnadecoracao.blogspot.com.br

Perguntas para os blogs que foram selecionados:


  • O que motivou a criar o blog?
  • De onde originou o nome do blog?
  • Há quanto tempo possui o blog?
  • Qual a sua grande paixão?
  • O que você mais teme?
  • Um filme marcante.
  • Qual sua música atual?
  • Algo em sua personalidade que gostaria de mudar ou melhorar.
  • O que significa pra você "Felicidade"?
  • Qual seu autor preferido ou livro preferido?
  • Uma frase que lhe marcou muito.

Beijos, galera!



quinta-feira, 23 de outubro de 2014

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

"Não sou enfeite pra prateleira"

Não sou enfeite pra prateleira e para ser bem sincera estou longe de ser uma bonequinha. Não se atente na doçura e no jeito meigo de falar. Sou teimosa, exigente e faço drama por tudo. Ainda bem que tenho os hormônios a meu favor. Sou instável, meu humor varia bastante no decorrer do dia e quando me revolto, mudo tudo. Já fui loira, morena, já mantive o cabelo comprido por um tempo, depois cortei tudo. E me arrependi. Não importa se estou magra ou gorda, minhas bochechas se destacam sempre e isso me incomoda de acordo com o tempo. Já cismei com o formato do meu nariz, com as linhas de expressão. Já fiz compressa pra driblar as olheiras e passei a beber mais água para desintoxicar o meu corpo. Tenho pavor de dieta maluca, por isso, aprendi a comer melhor e de forma saudável. Embora, às vezes, eu esqueça tudo e me acabe num pote de sorvete de chocolate. Já me convenci que ficar vermelha no tal bronze pimentão é inevitável e não adianta, a cor não muda. Já quis ser mais alta, já quis mudar o corpo, já quis voltar a ser criança e esquecer que sorrir com os olhos dá pé de galinha, que excesso de açúcar piora celulite, que na TPM os hormônios vão me vencer e eu vou chorar por tudo ou por nada ou vou querer me refugiar em Marte. A verdade é que sou humana. Sou mulher. Sou menina. Sou um tanto emoção e um bocado furacão.

(Marcely Pieroni Gastaldi)


Foto tirada no Pico do Jaraguá
Foto tirada no Pico do Jaraguá, em 08/2013.


Foto-mensagem: "Por trás de um homem triste"

(Chico Buarque)


Foto tirada em Pedra Bela
Foto tirada em Pedra Bela, em 12/2013.



terça-feira, 21 de outubro de 2014

Foto-mensagem: "A vida é aquilo que acontece"

(John Lennon)


Foto tirada a caminho de Atibaia
Foto tirada a caminho de Atibaia, em 08/2014.



"Desapegue e dê uma chance ao novo"

Tem coisa mais difícil do que o desapego? O sentimento de ter, de possuir coisas é muito gostoso... Mas você já experimentou se desapegar? A gente sofre pra se livrar de roupas, de sapatos. Passa anos olhando para aquele vestido no armário, achando que, um dia, vai surgir um evento. É, pode até ser... Mas enquanto a festa não acontece, porque não deixar as coisas fluírem? Dá o vestido pra alguém, vende, sei lá. Quando chegar a festa, um novo vestido vai te deixar mais bonita ainda. Olhe em volta e veja quantas coisas você possui hoje e não usa... Ou há anos nem vê. Sabe aquelas caixas fechadas que a gente só lembra que tem quando se muda? O desapego "ventila" a vida e abre espaço pra coisas novas. Limpar armários, prateleiras e gavetas dão mais leveza pra casa e pra cabeça da gente... O mesmo acontece com o amor. Às vezes, a gente está envolvida numa relação com o namorado, o marido e até o amigo. Aí a gente fica achando que está tudo pesado, que a troca não está sendo justa. Ou que o outro fica longe demais, dá menos do que a gente espera... Enfim, você descobre que merece mais, que quer mais de um amor. Aí bate aquele medão de deixar ele ir embora. É verdade: a gente se apega até aos amores errados. Às vezes, a gente nem ama mais, mas tem pena de desapegar daquilo que sentiu um dia. Aí é só tomar coragem, deixar o amor errado ir e esperar. Acredite: Outros amores virão, mais leves, mais bonitos, mais parecidos com você. Não tenha medo de fazer uma faxina na sua casa e no seu coração de vez em quando. Não dizem que Deus quando esvazia as mãos da gente, é pra poder encher de novo? Pense nisso...

(Lena Gino)


Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 03/2014.



sexta-feira, 17 de outubro de 2014

"Que eu seja reflexo da fé que me move"

Que eu seja reflexo da fé que me move. Que não me falte coragem na busca por meus sonhos. Que não me falte sorriso quando o coração estiver balançado pelas dores de ontem. Que não me falte vontade de transformar quando o excesso de pessimismo alheio tentar me confundir. Que não me falte sonhos, que não me falte amor. Que sobre verdade e certeza para que cada passo dado um tanto de história tem-se eternizado.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada no Butantã
Foto tirada no Butantã, em 09/2013.


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Foto-mensagem: "A grande verdade"

(Roberto Shinyashiki)


Foto tirada no Horto Florestal
Foto tirada no Horto Florestal, em 09/2014.



"A corrida dos sapinhos" - A história perfeita para quem tem sonhos!

Era uma vez, uma corrida de sapinhos. O objetivo era atingir o alto de uma grande torre. Havia no local uma multidão assistindo. E a competição começou. Infelizmente, uma onda de negativismo pairou sobre a multidão: "Que pena... esses sapinhos não vão conseguir, não vão conseguir!". E os sapinhos começaram a desistir. No entanto, havia um que persistia e continuava a subida, em busca do topo. A multidão continuava gritando:"Que pena! Vocês não vão conseguir!". E os sapinhos estavam mesmo desistindo, um por um... Menos aquele sapinho que continuava tranquilo, embora, cada vez mais ofegante. Já, ao final da competição, todos desistiram, menos ele. E a curiosidade tomou conta de todos, que queriam saber o que tinha acontecido... E assim, quando foram perguntar ao sapinho como ele havia conseguido concluir a prova, descobriram: o sapinho era surdo! 
Não permita que pessoas com o péssimo hábito de serem negativos derrubem as melhores e mais sábias esperanças de seu coração! Não deixe ninguém falar que seus sonhos não serão realidade. Você pode!!!


(Autor desconhecido)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.



quarta-feira, 15 de outubro de 2014

"Superando seus limites"

As pessoas que fazem diferença neste mundo são aquelas que acordam, procuram pelas circunstâncias que querem... Não esperam que as coisas aconteçam, mas fazem as coisas acontecerem. Quem escolhe o caminho da diferença, faz a diferença. No entanto, a maioria leva uma vida que não gostaria... Ao invés de conduzir sua vida, o que fazem? Estão sempre culpando suas circunstâncias, se sentem vítima, refém, prisioneiros de seu destino. Vivem uma vida limitada, em trabalhos que não motivam, mal remunerados, relacionamentos tóxicos, vazios ou um tédio interminável. Então, qual é a solução? É fazer as coisas de forma diferente, ver com outros olhos. Muitos fazem as coisas da mesma maneira e esperam que os resultados sejam diferentes. É preciso deixar as experiências velhas de lado pra deixar chegar as novas. Mas, para isso, você precisa superar suas próprias limitações... Seus medos, inseguranças, desmotivação, desesperança e, principalmente, seus pensamentos limitadores... Jogue fora o "não consigo", "não posso", "não sou capaz"... Tudo é uma questão de decisão, de escolha. Você pode decidir deixar de ser uma criatura impotente diante da vida e dos fatos, e assumir o papel de criador e transformador de sua realidade... Que tal começar a tentar hoje?

(Autor desconhecido)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



Foto-mensagem: "É você quem escolhe os caminhos que vai seguir"

(Marcely Pieroni Gastaldi)


Foto tirada no Morro do Santo Antônio
Foto tirada em Morro do Santo Antônio, em Caraguatatuba, em 09/2013.



terça-feira, 14 de outubro de 2014

Foto-mensagem: "Nós não vemos o que vemos"

(Rubem Alves)


Foto pessoal
Foto tirada em São Paulo, em 10/2014.



"O belo relato do navegador Amyr Klink"

Esta mensagem é um relato do grande navegador Amyr Klink. Depois de ter realizado uma de suas expedições à Antártida, ele escreveu o seguinte, no diário de bordo: "Já ancorado na Antártida, ouvi ruídos que pareciam de fritura. Será que até aqui existem chineses fritando pastéis? Eram cristais de água doce congelada que faziam aquele som quando entravam em contato com a água salgada. O efeito visual era belíssimo. Pensei em fotografar, mas falei pra mim mesmo: - Calma, você terá muito tempo pra isso". Daí, nos 365 dias que se seguiram, adivinhe o que aconteceu? O fenômeno dos cristais de água doce entrando em contato com a água salgada não se repetiu. Isso só fez provar que algumas oportunidades são únicas na vida. É como diz o monge budista, Dalai Lama: "Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem, e o outro, amanhã". Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e, principalmente, viver!

(Autor desconhecido)


Foto tirada a caminho de Atibaia
Foto tirada a caminho de Atibaia, em 08/2014.


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

"Não escrevo receitas"

Não escrevo receitas. Não dito regras. Escrevo as tentativas que faço para ir de encontro com o que acredito. Infelizmente só dou conta de escrever o que vivo, o que sinto, o que me move. Não consigo traduzir a dor do outro em sua máxima intensidade. Não sei narrar o amor que não amei. Não sei contar casos que não os meus. Mas compactuo das trocas de experiências que vamos fazendo ao longo dos anos. Embora não sinta, empresto meu drama e a cor que carrego no bolso para acolher quem está no mesmo barco que eu. Acredito que aprendemos muito com as entrelinhas da vida e é por isso que escrevo: para abraçar corações que se dispõem a vida.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada a caminho da Bahia
Foto tirada a caminho da Bahia, em 01/2013.



Foto-mensagem: "Ninguém nasce odiando outra pessoa"

(Nelson Mandela)


Foto tirada em Santa Branca
Foto tirada em Santa Branca, em 08/2014.



quarta-feira, 8 de outubro de 2014

"Inevitável errar o caminho"

Inevitável errar o caminho, trocar a letra, subestimar a capacidade que tem de prosseguir. Sentir medo do novo é natural. Ficar em dúvidas também. A gente nunca sabe qual o caminho será o mais seguro ou aquele que de fato nos fará chegar onde esperamos. Mas temos o livre-arbítrio de consertar, de mudar o que é preciso. Podemos trocar o que não nos preenche, recalcular se vale a pena ou não continuar insistindo em linha que não avança. Inevitável não sofrer, mas você determina o tempo de doer.

(Marcely Pieroni Gastaldi)


Foto tirada em Sete Lagoas
Foto tirada em Sete Lagoas, em 01/2014.



Foto-mensagem: "Se a gente cresce"

(Cora Coralina)


Foto tirada em São Paulo
Foto tirada em São Paulo, em 10/2014.