Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

"Seja mais, esforce-se mais - Encontre um meio e não uma desculpa"

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos, pelo menos uma centena de vezes. Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo. 
Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo. O sucesso é construído à noite! Durante o dia, você faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial.
Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente, ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto, os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar, enquanto, os outros tomam sol à beira da piscina. A realização de um sonho depende de dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade, a ilusão é combustível dos perdedores, pois: Quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio. Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa.


(Roberto Shinyashiki)

Foto tirada em Atibaia
Foto tirada em Atibaia, em 08/2014.



sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Foto-mensagem: "Cansei de virar as páginas"

(Caio Fernando Abreu)


Foto tirada em Pedra Branca
Foto tirada em Pedra Branca, em 08/2014.



Foto-mensagem: "Confesso que preciso de sorrisos"

(Caio Fernando Abreu)


Foto tirada em Embu das Artes
Foto tirada em Embu das Artes, em 02/2014.


Foto-mensagem: "Viver pode não ser fácil"

(Freiheit)


Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 03/2014.



"Quero viver o agora e ser simplesmente quem sou"

Não me lembro qual foi a última vez que me perdi de mim.
Quando me desvinculei do meu passado, inclusive, de parte do meu eu.
Nem dei conta do correr do tempo, nem de todas as mudanças que devem ter ocorrido.
Por um breve momento, até pensei que o mundo havia parado.
Mas não parou...
Deparar com o novo, com pessoas que mudaram ou que apenas se distanciaram... 
Mas que agora são estranhas, ou melhor, que me veem como estranho...
Onde eu estava quando tudo o que era, já não é mais?!
Talvez, eu tenha me ausentado de mim mesmo.
Talvez, eu tenha entrado num universo que não era o meu.
Agora, não importa!
O que vale mesmo, daqui em diante, é que eu despertei.
Posso não recuperar o que passou.
Posso não ter acompanhado o que se modificou.
Mas posso refazer meus passos, traçar uma nova rota, recrutar quem não quero mais perder de vista, e estar presente, comigo mesmo e em mim.
Posso ser diferente, posso ser igual, posso ser eu mesmo, no meu tempo, no meu ritmo, com os meus pensamentos, com os meus sentimentos, com a minha fidelidade a mim mesmo...
Posso ser o que eu quiser e quando quiser...
Já me aprisionei demais... Já me ausentei demais...
Quero simplesmente viver o agora, sentir o hoje e ser apenas eu, na minha verdadeira essência.


(Freiheit)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



terça-feira, 23 de setembro de 2014

"Destralhe suas coisas e sua vida!"

Você tem o hábito de juntar objetos inúteis no momento, acreditando que um dia (não sabe quando) poderá precisar deles? Você tem o hábito de juntar dinheiro só para não gastá-lo, pois no futuro poderá fazer falta? Você tem o hábito de guardar roupas, sapatos, móveis, utensílios domésticos e outros tipos de equipamentos que já não usa há um bom tempo? E dentro de você? Você tem o hábito de guardar mágoas, ressentimentos, raivas e medos? Não faça isso. É preciso criar um espaço, um vazio, para que as coisas novas cheguem em sua vida. É a força desse vazio que absorverá e atrairá tudo o que você almeja. Enquanto você ficar emocionalmente carregado de coisas velhas e inúteis, não haverá espaço aberto para novas oportunidades. Limpe as gavetas, o guarda-roupa, o quartinho lá do fundo, a garagem. Dê o que você não usa mais. Quando se guarda, considera-se a possibilidade da falta, da carência. É acreditar que amanhã poderá faltar, e você não terá meios de prover suas necessidades. Com essa postura, você está enviando três mensagens para o seu cérebro e para a vida. Primeira: você não confia no amanhã. Segunda: você não acredita no novo. Terceiro: você já se contenta em guardar coisas velhas e inúteis. Desfaça-se do que perdeu a cor e o brilho, e deixe entrar o novo em sua casa e dentro de você! E depois de fazer isso, dê uma boa gargalhada. Você verá como ficará leve!

(Joseph Newton)


Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



Foto-mensagem: "Deixe vir o colorido"

(Freiheit)


Foto tirada na Via Dutra
Foto tirada na Via Dutra, em 09/2014.



domingo, 21 de setembro de 2014

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

"E quando um amor acaba"

Alguns amores duram para sempre. Outros se renovam. Alguns se perdem por aí, por falta de cuidado. Mas muitos amores acabam. E quando um amor acaba, dói igual pra quem deixou de amar e pra quem deixou de ser amado. O fim de um amor vem sempre carregado de mágoa, de frustração... É que quando a gente ama, sente um poder e uma força tão grandes, que nem passa pela cabeça viver sem essa emoção. Não tem jeito, tem amor que chega ao fim. Mas quer saber? O ser humano nasce com uma capacidade inesgotável de amar. Não é à toa que amamos intensamente filhos, pais, irmãos, amigos... E não é à toa que amamos mais de um homem ou de uma mulher na vida. Por isso, se o seu amor foi embora e você acha que ficou vazio, acredite, é coisa passageira. É apenas uma pausa pro começo de um amor novo que vem por aí. Porque quando a gente ama, fica com uma reserva de coisa boa aqui dentro. Se não fosse assim, não sobraria nada pra dar à próxima pessoa que chega. Só quem já amou de verdade sabe que o amor é o tipo da coisa que quanto mais a gente dá, mais tem. Embora os poetas sempre escrevam sobre desilusão, ninguém morre de amor... É exatamente o contrário: a gente vive de amor. Se não fosse o amor, não estaríamos aqui. Amor é prática. É exercício. É insistir na busca da felicidade. Se usarmos a inteligência, a paciência e, claro, a tão necessária esperança... O amor nunca vai faltar.

(Lena Gino)


Foto tirada no Parque Ceret
Foto tirada no Parque Ceret, em 06/2014.


Foto-mensagem: "Será que alguém aí"

(Freiheit)


Foto tirada no Ibirapuera
Foto tirada no Ibirapuera, em 07/2014.



terça-feira, 16 de setembro de 2014

"Eu sei que é difícil manter-se forte o tempo todo"

Eu sei que é difícil manter-se forte o tempo todo. Sei que é difícil não se importar tanto. Sei que é difícil acreditar que tudo será diferente quando a rotina sufoca e nos coloca nas mesmas situações de sempre. Mas olha, mantenha-se firme. Não adie seus sonhos. Não se amargure. Não faça companhia pro medo. Despeça-se das angústias. Não alimente os erros passados. Perdoe-se e se dê uma nova chance. Brinque de fazer planos, de construir pontes na busca do que acredita. Pinte sorrisos e faça colorir o coração com ternura e afeto. Mantenha-se firme, porque fé move mundos e quem acredita em transformação, se molda pra ser feliz.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.


Foto-mensagem: "Desacelere"

(Freiheit)


Foto tirada no Pico do Jaraguá
Foto tirada no Pico do Jaraguá, em 08/2013.



"Se não quiser adoecer - "fale de seus sentimentos""

Se não quiser adoecer - "fale de seus sentimentos". Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo, a repressão dos sentimentos, a mágoa, a tristeza, a decepção degenera até em câncer. Então, vamos confidenciar, desabafar, partilhar nossa intimidade, nossos desejos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra é um poderoso remédio e poderosa terapia. Se não quiser adoecer - "tome decisão". A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir, é preciso saber renunciar, saber perder vantagens e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele. Se não quiser adoecer - "busque soluções". Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor acender o fósforo que lamentar a escuridão. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Se não quiser adoecer - "não viva sempre triste". O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem a vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. Se não quiser adoecer - "não viva de aparências". Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão de estar bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho, etc. Está acumulando toneladas de peso... Uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Se não quiser adoecer - "aceite-se". A rejeição de si próprio, a ausência de autoestima faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável.

(Drº Drauzio Varella)

Foto tirada em Santa Branca
Foto tirada em Santa Branca, em 08/2014.



segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Foto-mensagem: "Em meio ao caos"

(Freiheit)

Foto tirada a caminho de Minas Gerais
Foto tirada a caminho de Minas Gerais, em 03/2014.



Foto-mensagem: "Deus sabe das suas lutas"

(Freiheit)


Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



"O amor não obedece à razão"

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu. Você deu flores que ela deixou a seco. Você levou para conhecer a sua mãe e ela foi de blusa transparente. Então? Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é viciante e você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome. Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai ligar e não liga. Ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e, ainda assim, você não consegue despachá-lo. Por que você ama este cara? Não pergunte pra mim. Você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Com um currículo desses, criatura, por que diabo está sem um amor: Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim. Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário, os honestos, os simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta. O amor não obedece à razão. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Amar não requer conhecimento prévio.

(In: "Ame e dê Vexame")


Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



Foto-mensagem: "O que é verdadeiramente imoral"

(Clarice Lispector)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.



sábado, 13 de setembro de 2014

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

"Seja sua melhor companhia, antes de qualquer pessoa"

Valorizo uma boa companhia. Aprecio conversas produtivas com doses de bobagens. Gosto do calor humano. Sinto-me bem, quando conectado ao mundo.
No entanto, ainda assim, necessito de encontros isolados comigo mesmo. Ouvir o que a minha voz interna tem a dizer. Falar a mim seja o que for. Sentir o meu próprio calor. Acolher-me. Atentar e atender as minhas necessidades, mas sempre me respeitando. Dar-me o tempo que preciso, com cobranças na medida que apenas eu sei qual deve ser.
Mas sinto essa saudade de mim, porque eu tive a iniciativa de conhecer a mim mesmo, de estar aberto para me descobrir, de criar um laço forte de amizade com o meu eu, de priorizar esses encontros e de ter consciência do quanto a minha própria companhia me faz bem. E sabe por quê?! Porque eu aprendi, antes de tudo, a olhar e a dedicar um tempo a mim, e, sobretudo, o mais importante: a me amar...


(Freiheit)

Foto tirada em Santa Branca
Foto tirada em Santa Branca, em 08/2014.



"Um texto para a vida"

Um rato, olhando pelo buraco na parede, viu o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que poderia haver ali e ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos: "- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa!". A galinha disse: "- Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda". O rato foi até o porco e lhe disse: "- Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira". "- Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranquilo que o senhor será lembrado nas minhas preces". O rato dirigiu-se então à vaca. Ela lhe disse: "- O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso, estou em perigo? Acho que não!". Então, o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro. Naquela noite, ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro, ela não percebeu que a ratoeira havia pego a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher. O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los, o fazendeiro matou o porco. Muita gente veio para visitá-la e a comida não dava. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo. Lembre-se: que quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.

(Autor desconhecido)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.


terça-feira, 9 de setembro de 2014

Foto-mensagem: "Pra hoje transforme o medo em novos passos"

(Marcely Pieroni Gastaldi)


Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.


Foto-mensagem: "Aproveite cada momento mágico"

(Lena Gino)


Foto tirada em Santa Branca
Foto tirada em Santa Branca, em 08/2014.



"Aprendemos a sobreviver, mas não a viver"

Bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e rezamos raramente. Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores. Falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver, adicionamos anos a nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio. Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.
Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e, não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do fast-food e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias. Esta é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Esta é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas mágicas. Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na despensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar: delete. Lembre-se de passar o tempo com  as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer eu te amo a sua companheira e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame... ame muito. Um beijo e um abraço curam a dor, quando veem de lá de dentro. O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas AMAR tudo que você tem! Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado.


(George Carlin)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.


sexta-feira, 5 de setembro de 2014

"Ela precisa de alguém que a ame por inteiro"

Ela precisa de alguém que a sinta, ao invés, de ficar decodificando seus sinais. Precisa de alguém que não se prenda ao chão e se disponha a voar alto quando ela quiser tocar um pedacinho de céu. Ela precisa de alguém que a impulsione, ao invés, de prendê-la. Alguém que saiba o quão delicada ela é, mesmo quando ela está com as testas franzidas e o coração na boca. Alguém que a faça companhia sem que ela precise pedir. Alguém que a acolha nas noites frias e a faça cócegas nas noites quentes. Alguém que não tenha medo de desenhar o futuro, que a olhe nos olhos e confie na sua intuição. Ela precisa de alguém que a ame por inteiro.

(Marcely Pieroni Gastaldi)

Foto tirada em Guararema
Foto tirada em Guararema, em 08/2014.



"Eu tinha medo de ficar só, até que aprendi a gostar de mim mesma"

Eu tinha medo de ficar só, até que aprendi a gostar de mim mesma. Temia fracassar... Mas percebi que só fracasso se desistir. Eu tinha medo do que as pessoas pudessem pensar de mim... Até que percebi que o que conta realmente é o que penso de mim mesmo, com consciência, lucidez e humildade. Eu temia ser rejeitado... Até que percebi, que devo ter fé em mim mesmo, que sou meu maior companheiro. Eu tinha medo da dor... Até que percebi que o sofrimento só me ajuda a crescer e afasta de mim a arrogância. Eu temia a verdade... Até descobrir que a verdade é um espelho quebrado em mil pedacinhos. Ninguém é dono da verdade, pois, não tem mais do que um caco dela. Eu temia as perdas e a morte... Até que aprendi que as perdas não representam o fim, mas o início de um novo ciclo. Temia o ódio... Até que aprendi que o ódio é um veneno que a pessoa toma pensando atingir o outro. Eu temia o ridículo... Até que aprendi a rir de mim mesma. Temia ficar velha... Até que compreendi que posso ganhar sabedoria a cada dia. Temia ser ferida nos meus sentimentos... Até que aprendi que ninguém consegue me ferir sem minha permissão. Temia a escuridão... Até que entendi a importância da luz de uma pequena estrela. Temia mudanças... Até que percebi as mudanças pelas quais tem que passar uma bela borboleta antes de poder voar. Eu ainda tinha medo de ficar só... Até que aprendi que a única pessoa que estará comigo em todos os momentos da minha vida sou eu mesma! Vamos enfrentar cada obstáculo à medida que apareça em nossas vidas, com coragem e confiança! E não esqueça: Nunca desista de você!

(Autor desconhecido)

Foto tirada em Guararema
Foto tirada em Guararema, em 08/2014.



quarta-feira, 3 de setembro de 2014

"Atitude é tudo!" - Um grande exemplo...

Uma mulher acordou numa manhã, após a quimioterapia, olhou no espelho e percebeu que tinha somente três fios de cabelo na cabeça. "Bom", ela disse, "acho que vou trançar meus cabelos hoje". Assim ela fez e teve um dia maravilhoso. No dia seguinte, ela acordou, olhou no espelho e viu que tinha somente dois fios de cabelo na cabeça. "Hum", ela disse, "acho que vou repartir meu cabelo no meio, hoje". Assim ela fez e teve um dia magnífico. No dia seguinte, ela acordou, olhou no espelho e percebeu que tinha apenas um fio de cabelo na cabeça. "Bem", ela disse, "hoje vou amarrar meu cabelo como um rabo de cavalo". Assim ela fez e teve um dia divertido. No dia seguinte, ela acordou, olhou no espelho e percebeu que não havia um único fio de cabelo na cabeça. "Yeeesss...", ela exclamou, "hoje não tenho que pentear meu cabelo". 
Atitude é tudo! Seja mais humano e agradável com as pessoas. Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha. Viva com simplicidade. Ame generosamente. Cuide-se intensamente. Fale com gentileza. E, principalmente, não reclame. Se preocupe em agradecer pelo que você é, e por tudo o que tem! E deixe o restante com Deus. "Tudo posso naquele que me fortalece".


(Autor desconhecido)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 08/2014.


terça-feira, 2 de setembro de 2014

"Comece do começo"

Não sabe de onde partir?! Comece do começo!
Embora, isso pareça óbvio demais, muitas vezes, nos esquecemos de aplicá-lo.
Por isso, que iniciar algo e está perdido em como fazer?!
Então...
"Comece do começo!".

(Freiheit)

Foto tirada em Abadiânia
Foto tirada em Abadiânia, em 05/2014.



"O que é ser feliz?!"

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser. Ser feliz é deixar de ser vítima e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis na alma e agradecer a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo". Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para esculpir a serenidade. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

(Autor desconhecido)

Foto tirada em Atibaia
Foto tirada em Atibaia, em 08/2014.



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Foto-mensagem: "Rir das próprias dificuldades"

(Ademir Lopes Júnior)

Foto tirada em Mogi das Cruzes
Foto tirada em Mogi das Cruzes, em 11/2013.


"Por que rir faz bem?!"

"Dar boas gargalhadas em meio a situações difíceis ou que causem dor pode reduzir o desconforto. A explicação tem fundo científico, deixando de ser crendice popular: a cada sorriso, o cérebro é induzido a produzir e liberar betaendorfina e serotonina, neurotransmissores relacionados às sensações de prazer e bem-estar, além de serem potentes analgésicos naturais.
 "Essas substâncias pertencem ao grupo dos opioides, tais como a morfina. O riso também favorece a liberação de dopamina, a qual eleva o estado de ânimo. Além disso, durante a risada, há redução da liberação de substâncias relacionadas ao estresse, tais como o hormônio cortisol e a adrenalina", explica o neurologista especialista em Neurocirurgia da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Francinaldo Gomes.
 Segundo o médico de família e diretor de comunicação da Sociedade de Medicina de Família e Comunidade, Ademir Lopes Júnior, alguns estudos científicos sugerem que o riso traz outros benefícios para a saúde, como proteção contra o câncer e doenças cardiovasculares, além de estar relacionado à longevidade."


(Sandhra Cabral - trecho de "Rir é o melhor remédio", em: Revista Supervarejo, agosto 2014)

Foto tirada em Caraguatatuba
Foto tirada em Caraguatatuba, em 01/2014.


Foto-mensagem: "Preocupe-se mais com seu caráter"

(Autor desconhecido)


Foto tirada em Iporanga
Foto tirada em Iporanga, em 09/2013.



Foto-mensagem: "Não adianta explicar"

(Autor desconhecido)


Foto tirada em Lambari
Foto tirada em Lambari, MG, em 03/2014.