Crédito das fotos: Karen R. Igari

Crédito das fotos: Karen R. Igari

sexta-feira, 18 de março de 2016

A fábula: "A onça doente"

Proprietário da imagem: site Pixabay  A onça caiu na árvore e por muitos dias esteve de cama seriamente enferma. E como não pudesse caçar, padecia fome das negras.
  Em tais apuros imaginou um plano.
  - Comadre irara - disse ela - corra o mundo e diga à bicharada que estou à morte e exijo que venham visitar-me.
  A irara partiu, deu o recado e os animais, um a um, principiaram a visitar a onça.
  Vem o veado, vem a capivara, vem a cotia, vem o porco do mato.
  Veio também o jabuti.
  Mas o finório jabuti, antes de penetrar na toca, teve a lembrança de olhar para o chão. Viu na poeira só rastos entrantes, não viu nenhum rasto sainte. E desconfiou:
  - Hum!... Parece que nesta casa quem entra não sai. O melhor, em vez de visitar a nossa querida onça doente é ir rezar por ela...
  E foi o único que se salvou.

(Monteiro Lobato, in: Fábulas)